Quiche vegana pra alegrar o jantar de domingo

Primeiro domingo pós-carnaval, havíamos almoçado fora e a hora do jantar se aproximava. Despensa até que cheia, mas a ideia não era apelar para massas ou cozinhar algo próximo daquilo que comemos durante a semana… também não tínhamos nenhum “restô d’ontê” que desse um norte pra alguma invencionice maluca. Criatividade zero e o tempo passava rápido. Pensa daqui, pensa de lá, eis que surge uma ideia: uma quiche!

— Quiche? Tá falando sério? — indagou o interlocutor — Sim, quiche, ué! Qual o problema? — respondeu a cozinheira, tal era a obviedade da proposta — Problema? O ovo e o creme de leite, sem falar no queijo, né?! — retrucou o primeiro — Não se apresse… não se apresse… está tudo sob controle.

O diálogo acima não ocorreu de fato, mas poderia perfeitamente ter acontecido. Não é raro perguntarem aos veg(etari)anos diante da revelação de suas dietas: mas você come o quê então? Tá aí uma dessas coisas: quiches! Nada que um pouco de curiosidade, uma pitada de criatividade e a ajuda do Oráculo não resolvam!

Esta é a primeira receita do Com A Raiz e foi inspirada nesta quiche aqui (a propósito, o site Papacapim, da culinarista e ativista humanitária Sandra Guimarães, é visita obrigatória para quem deseja se aventurar na culinária vegana). O resultado da quiche original é divino (já comprovamos!), mas o que diferencia nossa versão da receita da Sandra é a base do recheio, que sofreu duas alterações por conta da nossa despensa: creme de castanhas de caju no lugar do tofu e funghi seco no lugar do shitake.

O resultado? Massa levemente crocante, recheio cremoso e sabor intenso. Aprovadíssima também!

post_3_quiche

Quiche de funghi seco, limão e sálvia

Massa

1 xícara de farinha de trigo branca

½ xícara de farinha de trigo integral

3 colheres de sopa de gergelim torrado (caso tenha apenas o gergelim cru em casa, toste em uma frigideira, tome cuidado para não deixar queimar e, preferencialmente, use uma frigideira funda ou com tampa, pois os danados insistem em pular para fora!)

¾ colher de chá de sal

1/3 xícara (aproximadamente 70ml) de azeite

¼ xícara(50ml) de água

Misture todos os ingredientes até formar uma massa “esfarelenta” e úmida e acomode em uma assadeira. Para ter uma quiche ideal, é interessante utilizar uma forma mais larga (de 25 a 28cm de diâmetro) para que ela fique mais baixinha. Como não tinha uma disponível em casa, fizemos em uma forma menor mesmo e por isso ela ficou mais altinha. Ah… caso não esteja usando uma forma de fundo falso e queira desenformá-la, apesar dessa massa levar azeite, não custa nada dar uma leve untada com óleo ou azeite e usar uma forma antiaderente (fizemos assim e conseguimos desenformar sem dificuldades).

Reserve a massa para rechear depois.

Recheio

1 e ½ xícaras de castanha de caju crua e sem sal

1 colher de sopa de levedo de cerveja

½ xícara de funghi seco

1 cebola grande picada

4 dentes de alho picados

½ xícara de cebolinha picada (pode ser mais também se tiver disponível!)

2 colheres de sopa de sálvia fresca picada

1 colher de chá de raspas de limão

3 colheres de sopa de sumo de limão

¼ colher de chá de açafrão da terra (cúrcuma)

Azeite para refogar (preferencialmente não usar extra virgem)

Sal e pimenta do reino a gosto

1 colher de chá de mostarda do tipo dijon (opcional)

Primeiramente coloque água para ferver. Enquanto isso, lave os cogumelos secos e disponha-os em uma tigela. Cubra-os com a água fervente, deixando-os assim por 30 minutos até se hidratarem. Aproveite este tempo colocando as castanhas de caju também para hidratar, cobrindo-as com água filtrada em outro recipiente (assim elas ficarão mais macias para processar).

Enquanto o cogumelo e as castanhas hidratam, pique a cebola, os dentes de alho, a cebolinha e a sálvia. Raspe a casca de um limão (cuidado para não raspar a parte branca, pois ela é amarga) e esprema-o para retirar seu sumo. Se o limão for grande, um só é o suficiente para dar as raspas e o sumo necessários.

Passado o tempo de hidratação dos cogumelos, esprema-os (sem desprezar a água, reserve-a!) e pique-os finamente. Coloque um fio de azeite em uma panela e refogue os cogumelos picados até que fiquem ligeiramente dourados (2 minutos mais ou menos). Após refogá-los, junte a água onde eles foram hidratados (coe antes com um filtro de papel, pois estes cogumelos secos costumam vir com um pouco de terra e, por mais que os cogumelos sejam lavados antes da hidratação, eles ainda soltam alguns grãos de areia). Aguarde até que toda a água seque e reserve os cogumelos. Na mesma panela, coloque mais um fio de azeite e refogue a cebolinha (bem rapidinho para que não murchem demais). Retire as cebolinhas e reserve. Coloque então a cebola picada para refogar em um fio de azeite. Passados 2 minutos de refoga da cebola, coloque o alho e deixe refogar por mais 1 minuto. Desligue o fogo e reserve.

Coloque no liquidificador as castanhas de caju já escorridas, o levedo de cerveja, o açafrão, o sal, a pimenta do reino (usamos a preta), o sumo e as raspas do limão, a cebola e o alho refogados. Vá colocando água aos poucos até obter uma pasta cremosa, mas não muito líquida. Mais ou menos 1 xícara de água é o suficiente para obter a consistência e fazer o liquidificador funcionar (o nosso não é dos mais potentes e precisa de uma ajudinha). Caso verifique que rendeu muito creme e que vai ser excessivo para rechear a massa (o que aconteceu aqui em casa), reserve parte e utilize como creme para passar em torradas e pães, fica uma delícia! Deixe o forno pré-aquecendo (200ºC).

Misture o creme de castanhas aos cogumelos, cebolinha e à sálvia. Corrija o sal se necessário. Passe a mostarda dijon sobre a massa (lembrando que é opcional) e disponha o creme sobre ela. Leve ao forno médio até que o creme fique levemente dourado e firme (espete o recheio com uma faquinha pra confirmar a consistência). O forno daqui de casa é elétrico e demorou, aproximadamente, 30 minutos para ficar pronta.

Rende 04 pedaços beeem generosos ou um número maior de pedaços menores.

Eis a quiche. Bom apetite!

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s